A CEO do YouTube, Susan Wojcicki, disse, nesta terça-feira (13), durante sua participação no SXSW, evento sobre tecnologia realizado em Austin, no Texas, que as informações do Wikipédia, a enciclopédia online colaborativa, serão usadas para combater a propagação dos vídeos sobre teorias da conspiração.


O box com informações extras sobre o conteúdo exibido está sendo chamado pela empresa de “information cues”. Eles serão colocados logo abaixo do vídeo, antes mesmo do espaço reservado para o título e para a descrição. A posição de destaque é justamente para chamar a atenção e alertar sobre o que está sendo assistido.



A executiva apresentou como exemplo um vídeo que coloca em dúvida a missão da NASA que levou o homem à Lua. Algumas pessoas acreditam na hipótese de que as imagens do astronauta Neil Armstrong em solo lunar são falsas e usam registros da época para sustentar a teoria.


Não foram divulgados quais são os outros vídeos que terão essas informações extras. Dois fortes candidatos são os vídeos sobre o cantor Elvis Presley ainda estar vivo ou sobre Paul McCartney ter sido substituído por um sósia após sua morte.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here