Em meio ao escândalo do Facebook, associações norte-americanas denunciaram nesta segunda-feira (9) que o Youtube coletou ilegalmente os dados de crianças para utilizá-los para fins publicitários.


De acordo com o jornal “The Guardian”, a denúncia parte de uma coligação formada por 23 associações de direitos das crianças, dos consumidores e de privacidade. Todas elas pedem que as práticas sejam investigadas pelas autoridades.


Segundo a denúncia, as associações afirmam que o Google coletou os dados pessoais de crianças menores de 13 anos de idade, como o lugar onde mora, o aparelho que utiliza para acessar a plataforma e seus números de telefone. Todas essas informações foram coletadas “sem informar previamente os pais”.


“Há anos que o Google abandonou suas responsabilidades a respeito das crianças e suas famílias. O Google obtém lucros gigantescos com a publicidade para crianças e deve respeitar a COPPA — lei de proteção das crianças na internet”, disse Josh Golin, líder do movimento das organizações que fizeram as denúncias.


Um porta-voz do Google afirmou que a denúncia não chegou nas mãos da empresa, mas que “é uma prioridade” do grupo “proteger as crianças e suas famílias”.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here