O serviço, que pertence ao Google, passou a enviar a usuários que o instalaram em seus smartphones pedidos para que informem quais lugares ainda têm combustível para oferecer. O app já possui um área em que é possível informar preços aplicados em postos, para que a comunidade de usuários evite abusos.

Agora, o Waze está pedindo para usuários informarem se os postos pelos quais passarem oferecem:

Um dos reflexos da greve dos caminhoneiros é a falta de combustíveis. Os postos que ainda possuem oferta acumulam grandes filas. A situação é tão profunda que a prefeitura de Itapevi, na Grande SP, determinou que postos só vendam combustível para ambulâncias.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here