Documento escrito por parlamentares democratas contesta documento anterior de representantes republicados


Um memorando confidencial escrito por parlamentares democratas para refutar um documento republicano divulgado na semana passada é “muito longo e político” e teria que ser “fortemente editado” antes que pudesse ser publicado, disse o presidente Donald Trump no Twitter neste sábado (10).


Na sexta-feira Trump impediu a divulgação do memorando, que visa responder um memorando republicano que Trump permitiu que fosse divulgado. O documento republicano alega que o FBI e o Departamento de Justiça estavam enviesados contra Trump durante a investigação federal sobre o papel da Rússia na eleição de 2016.


“Os democratas enviaram um memorando muito político e longo que eles sabiam, por causa de fontes, métodos (e mais), que teria que ser fortemente editado, e depois disso eles culpariam a Casa Branca por falta de transparência”, tuítou Trump. “Disse a eles para refazê-lo e enviar novamente da forma apropriada”.


A decisão de Trump para impedir a divulgação do memorando enfureceu os democratas, que disseram que isso mostra uma postura dupla em relação à transparência por parte do presidente republicano.


Em 2 de fevereiro, ele permitiu a divulgação do memorando escrito pelos membros republicanos do Comitê de Inteligência da Câmara, sem edições. Os democratas disseram que o documento republicano descaracterizava informações sensíveis e altamente confidenciais e tinha como objetivo desacreditar a investigação do Procurador Especial Robert Mueller sobre um potencial conluio entre a campanha de Trump em 2016 e a Rússia.


VEJA TAMBÉM: ‘Você está demitido’: 8 funcionários que o governo Trump perdeu





DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here