A maior comunidade de canais de ciência do YouTube, da qual orgulhosamente participo, entra em nova fase a partir de amanhã, dia 16 de maio, e eu gostaria de compartilhar essa novidade empolgante com os leitores do blog. O vídeo abaixo dá o recado!

Para quem gosta de texto, eis o release que eu mesmo escrevi contando a história e o futuro dessa empreitada ambiciosa:

SVBR (Science Vlogs Brasil) entra em nova fase para ampliar alcance da ciência no YouTube

A maior comunidade de divulgação científica da internet brasileira completa três anos de existência entrando em nova fase, que começa a partir do dia 16 de maio. Somando hoje quase meio bilhão de visualizações e quase 8 milhões de inscritos no YouTube, os canais com o selo SVBR (Science Vlogs Brasil) passarão a atrair novos colaboradores com o objetivo de aumentar ainda mais seu alcance e ajudar o público na busca por informação de qualidade e cientificamente embasada na web.

Criado como contraponto à recente onda de fake news e pseudociência no YouTube e em outras plataformas digitais, o SVBR tinha como missão inicial realizar a curadoria de canais com conteúdo científico e conferir a eles um selo de qualidade e confiabilidade.

A reunião dos canais numa grande comunidade, no entanto, fomentou as colaborações entre os integrantes do selo e levou ao crescimento expressivo das iniciativas, inclusive as que começaram praticamente do zero.

Desde a criação do SVBR, canais-membros como Ponto em Comum e BláBláLogia, por exemplo, saltaram de poucas centenas ou nenhum inscrito para 150 mil e 170 mil seguidores, respectivamente. Outro campeão de audiência com o selo, o Ciência Todo Dia, saiu de 100 mil inscritos em 2016 para 730 mil em maio de 2019. A comunidade inclui ainda pesos-pesados já tradicionais da divulgação científica do YouTube no país, como o Canal do Pirula (quase 800 mil inscritos), Matemática Rio (1,5 milhão de assinantes) e Schwarza – Poligonautas (quase 900 mil seguidores).

A diversidade de temas e perspectivas é outro ponto forte da iniciativa, que abrange tanto áreas tradicionais das ciências naturais (astronomia, física, biologia) quanto ciências humanas (história, arqueologia, antropologia) e um forte interesse por aspectos da cultura pop. Também se misturam nos canais jovens cientistas, professores de ensino médio e jornalistas de ciência.

Na nova fase do SVBR, o selo passa a contar formalmente com os chamados Patronos, membros da comunidade que já têm impacto significativo como influenciadores digitais e ganham a responsabilidade de divulgar a importância da iniciativa em suas redes.

Além disso, surge a categoria Amigo SVBR: canais que vão se associar aos que já são parceiros do selo para trocar experiências e, no futuro, se tudo caminhar bem, para se juntar em definitivo à comunidade.

A expectativa é que esse processo continue a fomentar boas práticas de divulgação científica no país, sempre baseadas em evidências, e estimule a profissionalização dessa atividade num momento em que é cada vez mais necessário o conhecimento científico como ferramenta de cidadania e de formulação de políticas públicas.

@svbroficial
#svbroficial
youtube.com/sciencevlogsbrasil

———

Quer saber mais? Quer participar desse timaço? Pergunte-me como: [email protected]!



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here