O tronco encefálico é responsável pelo controle de algumas das mais importantes funções do corpo humano como batimento cardíaco, respiração, pressão arterial e deglutição.

O aparecimento de um tumor nesta parte do cérebro é devastador. Além de afetar funções vitais, o problema é de complicada resolução cirúrgica —pelos riscos envolvidos, muitos médicos nem cogitam a possibilidade de uma operação.

Uma estrutura chamada barreira hematoencefálica, que protege o sistema nervoso central de toxinas do sangue, atua como um empecilho no tratamento nessa área, já que dificulta a chegada de drogas ao local.

Um novo método, desenvolvido por pesquisadores das escolas de engenharia e ciência aplicada e de medicina da Washington University em Saint Louis, busca a superação dessa barreira.

Administradas por via nasal, nanopartículas de drogas seguem pelos nervos olfatório e  trigêmeo, que confere sensibilidade à face, para atingir o cérebro.

E para direcionar essas minúsculas bolhas para as áreas específicas do tratamento, os pesquisadores estão usando ultrassom.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here