Há 270 milhões de anos ovos de polvos preservados em gelo caíram na Terra. Essa seria a origem dessa espécie no planeta de acordo com estudo Cause of Cambrian Explosion – Terrestrial or Cosmic? realizado por 33 pesquisadores e publicado no jornal científico Progress in Biophysics and Molecular Biology nesta semana.


A hipótese de que o polvo seria uma espécie alienígena que se adaptou à vida no planeta é sustentada pelas características físicas muito particulares desses animais, e que surgiram repentinamente na cena evolutiva da Terra.





Diversos filos do reino animal, grupos de espécies diferentes com um ancestral em comum, surgiram na Terra durante o Período Cambriano, também chamada de “Explosão Cambriana”, há 530 milhões de anos, mas esse não é o caso do polvo. Os registros de seu surgimento são bem posteriores, mais de 200 milhões de anos depois.


O polvo tem sistema nervoso sofisticado, olhos semelhantes a câmera, corpos flexíveis e camuflagem instantânea com a mudança de cor da pele. Ele ainda é considerado o mais inteligente de todos os invertebrados, com a maior proporção cérebro-corpo. E conta também com um genoma mais complexo até do que o dos seres humanos.


Todas essas características não são encontradas nos ancestrais do polvo, por isso a origem extraterrestre seria uma explicação plausível. Eles teriam evoluído em um outro planeta antes de caírem por aqui.


Veja também: Robô anda, pisca, fala e assusta por tamanha semelhança com humanos







DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here