O Google Home, alto-falante inteligente da companhia americana, e seus derivados passaram a ouvir solicitações e a responder em espanhol. 

Eles são os primeiros entre os dispositivos do segmento a compreender o idioma.

O Google Home concorre com aparelhos de rivais como o Echo, da Amazon, que lidera o mercado, e o HomePod, da Apple.

A nova função permite ao Google ganhar terreno tanto nos EUA como em outros mercados. 

A empresa vai oferecer três versões de espanhol, uma para a Espanha, uma para o México e outra para os Estados Unidos.

A alteração no idioma do Google Home é feita a partir dos ajustes do aparelho usando o smartphone conectado a ele.

Atualmente, os alto-falantes da companhia têm 26,9% deste mercado, segundo pesquisa divulgada em junho pelo Voicebot, organização especializada em informações sobre inteligência artificial baseada na interação por voz.

A Amazon, que começou o ano com 70%, tem atualmente 62% do mercado. A Apple, última a entrar no segmento, tem cerca de 4% desse mercado.

Além de ouvir diferentes sotaques de inglês, o Google Home também funciona em alemão, francês e japonês. 

A Alexa, assistente virtual dos aparelhos Amazon, entende inglês, japonês e alemão. Em março, a Amazon lançou o Cleo, ferramenta que permite, a partir de desafios que funcionam como game, ajudar a Alexa a aprender novos idiomas.

O Google anunciou no começo do ano que irá  adicionar 22 idiomas ao seu assistente virtual para smartphones, que é a base para o funcionamento do Google Home, porém não confirmou quantos deles estarão disponíveis para o dispositivo.

Nenhum dos dispositivos do mercado está preparado para compreender português.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here