Dados de 3 milhões de usuários do Facebook que acessaram um aplicativo de perguntas e respostas na rede social foram vazados, revelou nesta segunda-feira (14) a revista norte-americana New Scientist.


De acordo com a publicação, as informações pessoais presentes no teste myPersonality revelam detalhes pessoais de usuários do Facebook, como os resultados de testes psicológicos e outros conteúdos que deveriam ser compartilhados anonimamente.


O aplicativo foi removido do Facebook no dia 7 de abril. Na ocasião, a rede social disse que a ferramenta pode ter violado suas políticas devido ao idioma usado em seu website para descrever a maneira como os dados são compartilhados.


A New Scientist afirma ainda que mais de 6 milhões de pessoas completaram os testes no aplicativo myPersonality e quase metade concordou em compartilhar dados de seus perfis no Facebook com o projeto.


Os dados teriam sido coletados por acadêmicos da Universidade de Cambridge, que distribuíram os resultados dos questionários de personalidade myPersonality para pesquisadores com segurança insuficientes.


Alexandr Kogan, do centro das alegações da Cambridge Analytica, empresa que segundo o Facebook coletou indevidamente dados de 87 milhões de usuários, fazia parte do grupo.


A revista de tecnologia, no entanto, relata que o aplicativo não se tratava apenas um projeto acadêmico e pesquisadores de empresas comerciais também tinham o direito de acessar os dados mediante ao acordo em obedecer a procedimentos rigorosos de proteção das informações.


Mais cedo nesta segunda-feira (14), o Facebook anunciou a suspensão de 200 aplicativos como forma de investigar aplicativos que têm acesso a grandes quantidades de informações dos usuários.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here