A Nova Zelândia e o cofundador do Google Larry Page fecharam uma parceria para o país ser o primeiro a ter um serviço de táxis voadores autônomos em até três ano, as informações são do jornal New York Times. 


O projeto batizado de Cora é da Kitty Kawk, uma startup do Vale do Silício e ligada ao executivo do Google. A aeronave é uma mistura de helicóptero com avião. A decolagem é na vertical, mas tem asas e uma hélice na cauda para o deslocamento no ar.




Cora foi desenvolvido para usar apenas motores elétricos. Por isso não são emitidos gases poluentes e o ruído do funcionamento é inferior ao de equipamentos movido a combustível fóssil. A autonomia de voo é de até 100 quilômetros e a velocidade máxima é de 150 km/h. Os trajetos são controlados por softwares e não há necessidade de um piloto profissional no comando.  


Diferentemente de outros modelos de negócio, não será possível comprar a aeronave para sair voando por aí sozinho. A empresa pretende oferecer um novo tipo de serviço de transporte para as pessoas. 


Outra aposta


Em abril do ano passado, a Kitty Hawk publicou um vídeo dos testes com um outro protótipo. Nas imagens, uma pessoa pilota o que parecer ser um jet ski voador ou uma mistura de moto com drone. Assista ao vídeo: 




Veja também: Empresas preparam carros voadores que devem ser lançados em breve






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here