A assembleia do grupo de petróleo Total foi invadida nesta sexta (1º) por militantes do Greenpeace e da ONG ANV-COP21 que protestavam contra projeto da empresa no Brasil.

Os militantes levavam faixas com frases como “Salvem os recifes da Amazônia” e “Libertem-nos do petróleo”. Vários deles subiram na tribuna e quatro se penduraram, com cordas, no teto do local em que acontecia a reunião.

Uma militante subiu na tribuna para falar a convite do CEO da Total, Patrick Pouyanné.

O Greenpeace reivindica a proibição das perfurações no Brasil e na Guiana. A ONG já havia enviado uma equipe científica a bordo de um navio e, em meados de abril, disse ter descoberto na foz do Amazonas “a presença de uma formação de recifes composta de rodolitas no lugar em que a Total pretende perfurar poços de exploração de petróleo”.

Na terça (29), o Ibama pediu à Total para rever o projeto de exploração de petróleo na foz do rio Amazonas. O órgão considera os estudos de impacto ambiental insuficientes.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here