Pode ser que a humanidade não precise mais olhar para além do nosso Sistema Solar na busca de vida, disseram nesta terça (27) pesquisadores que examinaram uma das luas de Saturno. 

Encélado pode apresentar condições ideais de vida para os micro-organismos unicelulares conhecidos como arqueias, encontrados em alguns dos ambientes mais extremos da Terra, informaram os pesquisadores na revista científica Nature Communications. 

Uma arqueia metanogênica (produtora de metano) chamada Methanothermococcus okinawensis prosperou em condições de laboratório imitando as que acredita-se existir no satélite de Saturno, disse a equipe. 

Na Terra, este tipo de arqueia é encontrado em temperaturas muito quentes perto de fontes hidrotermais de águas profundas e converte dióxido de carbono e gás hidrogênio em metano. 

Traços de metano foram previamente detectados em vapores emanando de rachaduras na superfície de Encélado. 

“Concluímos que parte do metano detectado em Encélado poderia, em princípio, ser produzido por metanogênicos”, escreveram os pesquisadores. 

Eles também calcularam que o hidrogênio suficiente para suportar esses micróbios poderia ser produzido por processos geoquímicos no núcleo rochoso de Encélado. 

Pesquisas anteriores sugeriram que Encélado tem um oceano de água líquida sob sua superfície gelada.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here