O link é de um endereço do Bit.ly, um serviço encurtador de links que informa estatísticas sobre acessos. Segundo o site, o link já foi acessado 65 mil vezes. O golpe começou a circular neste domingo (27).

Para dar um ar de legitimidade ao golpe, o site falso adota a imagem da Petrobras e pede que a vítima informe a cidade em que reside. Na tela seguinte, o site diz que 17 postos da cidade receberão gasolina, mas as informações sobre o estabelecimento só serão liberadas após compartilhar a mensagem com amigos.

Mesmo que a vítima siga todos os passos, porém, nada será informado sobre postos de gasolina. Segundo a Kaspersky Lab, a vítima é redirecionada para páginas que divulgam serviços Premium (serviços de SMS que são cobrados na fatura de telefone ou descontados dos créditos). Também é possível que seja recebida alguma oferta para a instalação de aplicativos ou uma página cheia de propaganda.

Os criminosos podem faturar com essas propagandas e recomendações de aplicativos. Caso a vítima assine algum serviço de SMS disseminado pelo golpe, o consumidor será lesado pela cobrança do serviço indesejado, que terá de ser cancelado junto à operadora.

“O criminoso ganha de muitas formas: pelos milhares de page-views no site cheio de propaganda, pela instalação dos aplicativos sugeridos pela página, num esquema de pay-per-install, ou até mesmo com a oferta de instalação de apps maliciosos, como já vimos anteriormente”, explica Fabio Assolini, analista sênior de segurança da Kaspersky Lab.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here