O japonês Takashi Kaburagi criou um protótipo do cubo de Rubick, o cubo mágico, que se resolve sozinho. A peça tem mecanismos internos controlados por um programa de computador.

Criado pelo professor húngaro Ernõ Rubik, em 1974, o cubo tradicional tem nove quadrados em cada face e mais de 43 quintilhões de combinações possíveis, segundo a Rubick, fabricante dos cubos mágicos.

Apesar de ter seu auge nos anos 1980 e 90, o frenesi do cubo continua em campeonatos que reúnem crianças e adolescentes em disputas de velocidade, chamado de Spped Cube. A Rubick tem até uma linha profissional.

O recorde de tempo para solucionar o cubo é 4,22 segundos, do australiano Feliks Zemdegs. Um robô desenvolvido pelo MIT é capaz de resolvê-lo em 0,38 segundo.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here