A Apple oferecerá um novo pacote de ferramentas para ajudar os usuários de iPhones a administrar o tempo que eles e seus filhos dedicam a apps e a jogos em seus aparelhos, numa tentativa de combater a distração causada pelos smartphones e o risco do vício.

A decisão se segue a queixas de acionistas da empresa, meses atrás, de que a Apple estava diante do risco de ações judiciais ou regulatórias iniciadas por pais preocupados com a saúde de seus filhos, devido ao uso excessivo de aparelhos eletrônicos.

A resposta da Apple aos problemas que os aparelhos produzidos por ela ajudaram a criar envolve mais tecnologia.

Os usuários poderão firmar sua força de vontade por meio de um software que limita o tempo que poderão dedicar aos apps mais viciantes. Depois de acumular uma hora diária de uso de apps como o Instagram ou jogos como Candy Crush, o sistema operacional vai mostrar uma notificação de tempo de uso e convidará o usuário a deixar o app de lado e fazer outra coisa.

Os pais poderão estabelecer limites de tempo para os iPhones e iPads de seus filhos, aplicados a apps específicos ou categorias inteiras, como jogos, chats e vídeos. Eles também poderão impor uma desativação das telas em horários específicos do dia, por exemplo durante a noite e madrugada.

As medidas para reduzir o “tempo de tela” incluem recursos para limitar o número exagerado de notificações, controles mais específicos para os comandos de “não perturbe” e um painel que mostrará um resumo semanal do tempo de uso do aparelho.

Tudo isso será lançado neste ano quando ela atualizar seu sistema operacional para a versão iOS12.

“Hoje anunciamos um conjunto de recursos que ajudarão o usuário a limitar a distração, ganhar foco e compreender de que maneira está gastando seu tempo”, disse Craig Federighi, vice-presidente de desenvolvimento de software da Apple, durante a Worldwide Developer Conference, evento da empresa para desenvolvedores. “O usuário poderá tomar decisões sobre quanto tempo dedicará ao seu aparelho a cada dia.”

Mas, no mesmo momento em que anuncia esses novos recursos, a Apple não deixa de lado o lançamento de novos produtos que tornarão seus aparelhos ainda mais atraentes para os usuários jovens.

Entre eles estão um novo modo walkie-talkie para o Apple Watch, conversas em grupo no app de vídeo FaceTime, com capacidade para até 32 participantes simultâneos, e o MeMoji –uma nova maneira de as pessoas criarem avatares digitais personalizados, que se segue ao Animoji, lançado em companhia do iPhone X para competir com os avatares Bitmoji da Samsung, que lançou um recurso parecido recentemente.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here