Publicidade

Pioneira do código aberto na internet e uma das vozes mais críticas do Vale do Silício, Mitchell Baker, diretora-executiva da Mozilla Foundation, tem se dedicado nos últimos meses a reunir apoio e pleitear junto à FCC –entidade que regulamenta as comunicações nos Estados Unidos– a defesa e respeito à neutralidade da rede.

Baker diz que a discussão é sobre a isonomia da rede, para que todos sejam tratados de maneira igual pelos donos da rede, o que, segundo ela, tem a ver com democracia e justiça social.

“Em uma internet livre, saudável, quando você tem o princípio da neutralidade, o consumidor acessa o conteúdo que quiser.”

Questionada sobre se a manutenção da regra não seria prejudicial aos servidores, a diretora afirma que o afirma que “não faz sentido” o argumento trazido pelas empresas de que a manutenção da rede é cara e que precisa de uma receita maior para continuar em operação e, no futuro, melhorar a infraestrutura.

“Basicamente, significa que você considera autorizar uma empresa a fazer algo danoso a todos, para que, no futuro, talvez ela invista o dinheiro ganho para fazer algo menos danoso”, afirmou Baker.

O Mozilla Foundation uma organização sem fins lucrativos que mantém todo os software e projetos de código aberto da linha Mozilla, como o Firefox.

O jornalista viajou a convite da GSMA



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here