O WhatsApp tem sido usado para aplicar golpes. Desta vez, uma mensagem oferecendo passagens aéreas da companhia aérea Gol é a ísca para atrair novas vítimas. 


Segundo o dfndr lab, laboratório da PSafe especializado em cibersegurança, mais de 31 mil pessoas já caíram no golpe em apenas 6 horas.



 


A estratégia dos golpistas continua sendo a mesma. A mensagem compartilhada pelo WhatsApp tem um link, no qual o usuário deve clicar para acessar a promoção. 





Em seguida, uma nova página é exibida com algumas perguntas de um questionário. Independentemente das alternativas escolhidas, a última tela será um pedido para que a mensagem original seja compartilhada com 30 amigos ou grupos no aplicativo e assim receber as passagens sem custo. 


O objetivo desses golpes é que convencer os usuários a criarem uma brecha pela qual o sistema do celular fique vulnerável. Em caso de dúvida, não clique em links ou compartilhe mensagens com outras pessoas. 


Somente neste ano, circularam pelo aplicativo golpes sobre a páscoa, o dia das mães, o dia dos namorados e até sobre o saque do PIS.


A companhia aérea publicou uma nota sobre o caso:


“A GOL orienta seus clientes a não clicarem em mensagens de origem duvidosa, fora do padrão, com erros de ortografia, ofertas de prêmios em milhas e, principalmente, pedindo a confirmação de dados cadastrais. A companhia reitera que preza pela segurança da informação em todos os seus canais de relacionamento. A fonte original e confiável é o site da GOL (www.voegol.com.br). Em caso de dúvidas, o ideal é procurar imediatamente a Central de Atendimento pelo número 0300 115 21 21.”


Leia também:


Aprenda a identificar se uma promoção no WhatsApp é golpe








DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here