O fotógrafo japonês Ryota Kajita viajou para mais de 50 localidades distantes no Alasca para fotografar o que ele chama de “a beleza sutil da natureza”. 

Aprisionadas na água congelada dos lagos, as bolhas de gases que tentam emergir criam diferentes padrões e formas a depender da época do ano.

 

Kajita diz que a janela para encontrar essas bolhas é curta pois, conforme o inverno avança, a neve cobrirá todo o solo. “Eu espero que a dinâmica mudança da água nesse ensaio leve o espectador a se sentir conectado com a natureza.”



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here