O Facebook informou nesta sexta-feira (28) que removeu de sua plataforma 11 páginas e 42 perfis associados à empresa brasileira de marketing digital Follow.

Uma investigação foi aberta após informações da mídia de que a empresa estaria recrutando usuários no Brasil para disseminar conteúdo político “que simula ser orgânico em nossa comunidade”, disse a rede social em nota.

“Nossos padrões da comunidade não permitem que contas operem de maneira coordenada para enganar as pessoas sobre a origem de conteúdos ou para permitir outras violações de nossas políticas.”

O Facebook informou que, no momento, não tomou medidas contra as pessoas que teriam sido contratadas pela Follow e disse que trabalha para evitar interferência em processos eleitorais.

No dia 15 de agosto, a empresa removeu 74 grupos, 57 contas e sete páginas que vendiam curtidas, seguidores e páginas no Brasil.



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here