A organização da BGS (Brasil Game Show) organizou pela primeira vez um pré-evento com alguns nomes famosos do mercado de games. O diretor de Tekken, Katsuhiro Harada, fez a palestra que fechou o evento desta terça-feira (9). 


Leia também: Brasil Game Show começa amanhã com estrangeiros e disputas on-line


Uma das primeiras perguntas feitas a Harada foi sobre a origem do nome do personagem Eddy Gordo, que representa um brasileiro lutador de capoeira no jogo. Harada explicou que a equipe não conhecia muito sobre o Brasil e por isso pediu ajuda para um professor de capoeira nos EUA.


“Hoje, se eu fosse criar um novo personagem para representar o Brasil esse não seria o nome dele”, afirmou Harada.


O criador de Tekken também comentou sobre o aumento da popularidade das competições de jogos de luta. Ele compara esse tipo de game com uma luta de UFC


Leia também: Jogo de airsoft tem clima de campo de guerra com combates quase reais


“Uma pessoa que não costuma assistir aos jogos consegue entender uma competição de um jogo de luta só de olhar para a tela. É fácil assistir e se divertir”, disse Harada.


Com uma plateia repleta de profissionais da área de tecnologia, falou sobre os desafios de se criar um game hoje.


“O cenário mudou. Antes saber programar ou ter uma ideia boa já era suficiente para se destacar. Hoje as equipes de produção são muito grandes e é preciso ser muito bom”, afirmou


Ele afirma também que é preciso ter uma boa equipe de comunicação. “Não é porque um jogo é muito bom que ele vai vender. É preciso fazer o marketing correto e ter uma boa agência de publicidade”.


Veja também: Nostalgia! Videogames antigos são relançados para alegria dos fãs








DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here