O presidente-executivo do Google, Sundar Pichai, está no Congresso norte-americano esta semana para responder a perguntas de legisladores republicanos que acusam a empresa de ser tendenciosa contra os conservadores e levantaram uma série de outras preocupações.


Leia também: 10 coisas que talvez você não saiba sobre o Google, que completa 20 anos


O líder da maioria parlamentar na Câmara, Kevin McCarthy, um republicano que criticou duramente o Google, está organizando uma reunião de mais de duas dúzias de legisladores republicanos com Pichai nesta sexta-feira (28).


“O Google tem muitas perguntas para responder sobre os enviesamentos em seus resultados de busca, violações da privacidade do usuário, comportamento anticompetitivo e negócios com regimes repressivos como a China”, disse McCarthy em comunicado.


Os republicanos também querem questionar o Google, mecanismo de busca da Alphabet, sobre se seus algoritmos de pesquisa são influenciados pelo viés humano, questões de privacidade, dominância e outros problemas competitivos, como classificação de notícias e opiniões, e trabalho e parcerias em países com histórico de violações dos direitos humanos.


Leia também: ‘Desafio da puberdade’ chega ao mundo pet e bomba no Instagram


Pichai disse em comunicado que planeja se reunir com democratas e republicanos, “respondendo a uma ampla gama de perguntas e explicando nossa abordagem”.


Veja também: Conheça 7 mitos sobre o uso da urna eletrônica nas eleições brasileiras






DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here