O Brasil terá até maio deste ano 420 milhões de dispositivos digitais em uso (o equivalente a dois aparelhos por habitante do país), segundo um estudo da FGV (Fundação Getulio Vargas). 

“Os dados mostram que a informatização vai muito bem, obrigado”, disse Fernando Meirelles, coordenador da pesquisa. 

Ao mencionar “dispositivos digitais”, a pesquisa se refere a computador, notebook, tablet e smartphone –este último chegando a 230 milhões de aparelhos no país, o que significa mais de um por habitante.

“A maioria do pessoal com menos de 20 anos prefere o celular. Eles usam o computador só no trabalho, praticamente.”

Quanto ao computador, depois das vendas anuais no país recuarem em 2016 e 2017, permanecendo em 12 milhões de aparelhos a cada ano, em 2018 a comercialização avançou e chegou a 12,4 milhões.

“Isso é um fenômeno mundial, mas também está relacionado ao desempenho da economia”, segundo Meirelles. A projeção da pesquisa é que neste ano a venda de computadores cresça, mas muito pouco.

Para o pesquisador, esse aumento deve ocorrer principalmente pela necessidade de atualizar os aparelhos e pelas aquisições das empresas. 

Sobre os investimentos das companhias em TI (Tecnologia da Informação), depois de três anos estagnados, em 2018 os aportes no setor voltaram a crescer, a 2%.



LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here